sábado, 29 de janeiro de 2011

Caixas de madeira + Tecidos de algodão = Combinação perfeita

Minha leitora e cliente fofa Catarina me mandou um email perguntando se eu conseguiria fazer uma caixa em patch com a coleção de Kokeshis dela. Adorei ter feito essa caixa, desde o desenho, que faço todo a mão antes em um papel para ajustar tamanhos e detalhes até a forração final. 
A coleção:

A caixa:






Foi parte do pedido também, esta caixa de chinelinhos:




Todas devidamente forradas e envernizadas, a pedido da dona =)

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Ajudante dorminhoca

Pepê nunca foi muito fã de ficar comigo no atelier, e eu nunca me conformei com isso. Até o dia em que percebi que como boa dorminhoca que é, a minha ajudante não achava que meu atelier era um lugar confortável. E eu achando que cachorro que é cachorro se joga no chão mesmo e é feliz... tesc...tesc... ledo engano! Pepê só deita no chão quando está com calor, fora isso, é sempre em tapetes ou no pufe dela.
Então resolvi comprar um tapetinho para ela, coloquei em vários cantinhos do atelier até descobrir o que ela gostava mais. Ela ficava meia hora, depois se levantava e ia procurar um outro lugar para dormir.
Depois resolvi levar uma mantinha dela, para deixar o lugar mais aconchegante. Essa manta é um pedaço de tecido soft, sabe qual? Comprei 1,5m em uma loja, uma mão na roda. Mas nada da peidoquinha (apelido carinhoso) se sentir a vontade por ali.
E depois de um tempo, estava eu fazendo alguma coisa no chão, acho que cortando isopor, não me lembro, e com as pernas quase paralisadas (corpinho de 26, perninhas de 76.....afff...) catei uma almofada e sentei em cima. 
Pepê olhou para mim, eu olhei para Pepê, e naquele momento tive um insight!
Sim! O que faltava ali era uma almofadinha! 
Ela, fofa como só ela sabe ser, disse que gosta de um agrado. E hoje ela deita e rola ali comigo.
E eu tive que registrar esses momentos hilários, andava com a máquina debaixo do braço, e sempre que flagrava uma pose inusitada, clicava, e pensei: Isso daria um post hilário!!














É ou não é uma fofa?

domingo, 23 de janeiro de 2011

Para uma semana inspirada

Para que todas comecem a semana inspiradas, selecionei algumas imagens para serem trabalhadas no Patchwork embutido:




A dos cupcakes e do casal de gatinhos fizeram muito sucesso!! 
Quase todas as imagens que uso pego na net.. Então, caso alguma delas seja de autoria de alguém, me informem para que eu possa colocar os créditos.

Tenham uma ótima semana!! :)

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Kit para bebê

Primeira peça destinada a bebês, e pretendo fazer outras.Toda em verdinho que é para meninas ou meninos. 
Acho que quando eu tiver os meus, o quartinho vai ser multicolorido, bem alegre! 

Kit Higiene - Para algodão, cotonetes e gases:



Joaninha, Passarinho e abelhinha - Um jardim no quartinho do pequeno





*Ele está disponível na loja.

Tenham uma ótima quinta!!

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Saquinhos, sacos, sacões

Agora acho que já atingi a minha independência total, estou em êxtase, estou nos céus: Finalmente botei a máquina para funcionar!
E nem tenho sonhos tão grandiosos assim, meu objetivo era produzir saquinhos de tecido para embalar as caixas de tecido e ficar tudo bacaninha. Quem sabe um dia me aventure em uma colcha de patchwork, bolsinhas fofas, roupas para meus filhinhos que chegarão daqui a uns 3, 4 anos... quem sabe?
Bom, a história da máquina é a seguinte: ela era de uma tia-avó que costurava (ca-la-ro) e que morreu, daí meu pai me deu a bonitinha. Isso tem uns 3 anos. Adoro peças antigas, coisas com histórias para contar, daí guardei a máquina com muito carinho, porém não muito cuidado... ela ficou pegando pó =S... Há uns 2 anos pedi para um técnico dar uma olhada, os olhos do cara até brilharam quando viu a máquina, e ela estava perfeitinha, funcionando que era uma maravilha. Ele costurou um paninho para me mostrar, e disse para eu costurar alguma coisa para aprender, fui toda alegrinha, costurei certinho e ele foi embora. Voltei para a máquina, costurei mais um paninho e a linha saiu. Só aí me dei conta que não sabia bulhufas de como passar a linha naquele treco. 
Daí ela ficou mais uns anos parada, e em novembro do mês passado, peguei ela, dei uma limpeza boa e fui decidida a domar a bichinha. Li manuais, assisti vídeos pelo youtube, pesquisei em blogs, e fui com fé! No terceiro ponto a agulha fez ploft e quebrou! ....
Em dezembro fui visitar minha mãe e pedi a ela umas dicas, ela me ensinou como fazer tudo, só que na máquina dela, que é uma mais nova (da década de 80 eu acho, a minha acho que é de 50.... são moças ainda, como diria minha avó...). Ah, e pedi a ela uma agulha nova, sacumé né, feriado, eu, a máquina, as lojas fechadas... 
Quando cheguei em casa, troquei a agulha, e tentei de todas as maneiras possíveis, até descobrir que o problema era a bendita bobina, que ao colocar a linha, deve entrar por um vão x e passar por outro vão y e assim chegar no ponto culminate e raíz dos meus problemas. 
E ela funcionou!!! E eu ouvia ao longe sinos badalarem, fogos estourarem e anjos puxando um ôla!!!
Quando marido chegou em casa encontrou uma produção em massa de saquinhos de tecido, nem preciso dizer que ele riu de mim né?


"My Precious..."


Agora sim posso usar com orgulho a minha peça de mdf em formato de máquina...rs..


Equipada com bobinas e linhas.


Esses 2 saquinhos foram os primeiros


 Daí passei para o nível 2 do joguinho e incluí tiras bordadas em cima.



De apertar o coração, não? Precisam só de um ferro quente para esticar, mas isso eu faço depois.
Esses saquinhos serão opcionais caso algum cliente queira alguma caixa especialmente embalada.

Tenham uma ótima semana!!

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Última peça de 2010

Não necessariamente a última que fiz, mas a última que postarei. Terminei ela em meados de dezembro, mas não postei antes pois foi encomenda de um amigo que faria surpresa para a namorada, e já pensou se ela entrasse aqui e visse a caixa? Daí perderia a graça...rs...
A escolha da imagem e das cores foi dele:


Na semana em que produzia a caixa, encontrei em uma loja esse tecido azul-marinho com estrelas e caiu como uma luva!


 

Esse murinho quebrado com os tijolinhos aparecendo foi idéia do marido =D
Nessa caixa também diversifiquei na borda, fiz uma dupla.

Obrigada pelos recados e desejos de feliz ano novo nos últimos posts! Um abraço apertado a quem passa por aqui!!

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Retrospectiva 2010

Em 2010 comecei o ano um pouco desanimada do blog e do artesanato, até passou pela minha cabeça parar de escrever, mas logo me animei novamente, é muito bom a troca que vivenciamos nesse mundo dos blogs. Fiz uma retrospectiva dos melhores momentos do Entre Pincéis de 2010:

  • Em Março fiz 2 paps que muitas pessoas gostaram sobre forração aqui e aqui, só não foram tão visitados quanto esse de 2009 aqui. Espero que tenha ajudado vocês!
  • Em Abril descobri minha paixão pelo Patchwork embutido, aqui, e me encontrei finalmente. Quando comecei no artesanato, experimentei todas as técnicas a procura de uma para me especializar, o patch foi a escolhida, minha paixão!
  • Em Maio tive a felicidade de promover um encontro mega especial de blogueiras, aqui, amizades que renderam outros encontros e hoje mantemos contato e ainda nos encontramos.
  • Em Junho fiz dois posts falando sobre preço, aqui e aqui. Renderam ótimas discussões, algumas por emails.
  • Em Julho visitei a Mega Artesanal pela primeira vez, adorei! Aqui.
  • Em Julho também, concluí a decoração do meu quarto, aqui. Decoração essa que planejava havia uns 3 anos.
  • Em Agosto postei um pap de como fazer um vaso muito fofo, estilo antiguinho. Muitas meninas gostaram. Aqui.
  • Em Agosto também, realizei a única promoção do ano, aqui, e sorteei uma caneca com a logo do blog. 
  • Em Outubro inaugurei a minha Loja de Materiais Entre Pincéis, aqui. O link da Loja aqui.
  • Em Dezembro inaugurei a minha loja no Elo7, onde coloco peças disponíveis para venda e outras sob encomenda, aqui. O link da loja aqui.
  • E ainda em Dezembro realizei a façanha de aprender a costurar, foi na última semana do ano. Mas ainda volto com um post para falar sobre o assunto.
Por essas e outras coisas 2010 foi um ano muito bom!

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

E para abrir 2011...

Começo com um post-balanço-retrospectiva-ou-blábláblá...
Muita gente não concorda comigo, mas infelizmente não podemos agradar a todos o tempo todo. Mas a verdade é que final de ano é para mim como um final de mês qualquer, ou um final de semana qualquer, ou seja, o final de alguma coisa e a idéia de que uma coisa nova está por começar. Com a diferença de que as lojas que costumo frequentar estão mais cheias, mais enfeitadas, e um espírito de união e solidariedade paira no ar, mas isso é apenas simbólico. É apenas teoria. Porque com as lojas cheias, os produtos acabam e os consumidores ficam indignados, os vendedores estressados, os gerentes loucos porque deixam de faturar, e nas ruas o movimento triplica e a cidade que não comporta se torna um caos e daí pra um motorista mandar o outro tomar naquele lugar é um estalar de dedos. E quem perdeu incríveis 30 segundos no semáforo manda a velhinha que está terminando de atravessar a rua se apressar e já acelera o carro para não perder tempo, e ai de alguém que ousar dar seta para fazer uma baliza... Mas tudo isso se justifica porque todos querem ter o melhor natal e o melhor ano novo da vida. 
E o natal passou, todos se abraçaram e desejaram um feliz natal, que aliás fico refletindo e tentando chegar a uma conclusão do que possa ser um feliz natal. Seria desejar que ele coma feito um louco rodeado de toda a família? Seria desejar que ele receba muitos presentes? Seria desejar que ele tenha paz e felicidade na vida? (com excessão dos chiliques no trânsito e de alguns outros no dia-a-dia, porque isso é to-tal-men-te justificável) Sei lá, tanto faz, todo mundo deseja né, não sou eu quem vai mudar uma tradição tão calorosa e significativa.
Adoro o natal porque como muito e ganho presentes, aliás, depois de grandinha tenho mais dado do que recebido, mas isso não importa, porque gosto de dar presentes, gosto de agradar pessoas que gosto. Mas só as que gosto, não dou presentes pelo simples ato de dar ou de seguir uma etiqueta, uma educação ou o esperado. 
E depois de toda essa magia natalina (ahãm... sei...) vem o ano-novo que é a maior furada que conheço na face da Terra. É quando todos resolvem colocar seus carros na estrada e seguir para o mesmo lugar. (Deve ser aquele espírito de união que tanto desejamos no natal) Daí caímos em uma cidade lotada, com ruas congestionadas, filas em supermercados, farmácias, padarias. Pessoas mal-humoradas, estressadas e querendo a mesma coisa: A melhor vaga, o melhor lugar ao sol, o melhor ponto para assistir aos fogos.
E o ano começa...
Mas aquela limpeza nos guarda-roupas, para a retirada do velho e espaço para o novo, eu não faço agora, nessa época, faço sempre que julgo necessário. Aquela ligação àquela pessoa querida que não falo a tempos, não deixo para fazer nessa época, faço quando sinto que devo fazer. Aquela meta que desejo alcançar, não me programo para começar em janeiro, começo em setembro, julho, março, numa segunda-feira, amanhã. Basta minha força de vontade, e não uma data. Meu balanço de vida, faço todos os meses, e não só em dezembro, porque assim posso desde já mudar o que não está bom, e não protelar até o começo do ano que vem. 
Minhas mudaças não precisam de data, meus objetivos não precisam de uma ocasião especial para começarem a valer.
E é por isso tudo que começo meu janeiro de 2011 como se começasse qualquer outro mês. Porque para mim todo dia é um dia especial, todo dia é suficientemente importante para que eu faça valer a pena todos os meus sonhos e desejos. A qualquer momento posso mudar uma opinião formada e seguir outro caminho, posso mudar meus planos, posso começar algo novo ou botar um ponto final naquilo que já me encheu.
Para todos os meses do ano, te desejo já antecipadamente: Um feliz 2011, um feliz janeiro, um feliz fevereiro, um feliz março, um feliz abril, um feliz maio, um feliz junho, um feliz julho, um feliz agosto, um feliz setembro, um feliz outubro, um feliz novembro e um feliz dezembro, e que em todos esses meses você possa fazer um balanço de sua vida, possa ajudar uma pessoa que precisa (não espere dezembro para fazer isso), possa colocar um ponto final em algo que não te faz feliz, possa aprender algo novo, possa presentear uma pessoa querida (não espere um aniversário ou um natal para fazer isso, faça quando tiver vontade, surpreenda), e possa ver que se você acordou hoje, abriu os olhos, isso já é motivo suficiente para você tratar todos os dias de forma igual e especial.
^