segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Saquinhos, sacos, sacões

Agora acho que já atingi a minha independência total, estou em êxtase, estou nos céus: Finalmente botei a máquina para funcionar!
E nem tenho sonhos tão grandiosos assim, meu objetivo era produzir saquinhos de tecido para embalar as caixas de tecido e ficar tudo bacaninha. Quem sabe um dia me aventure em uma colcha de patchwork, bolsinhas fofas, roupas para meus filhinhos que chegarão daqui a uns 3, 4 anos... quem sabe?
Bom, a história da máquina é a seguinte: ela era de uma tia-avó que costurava (ca-la-ro) e que morreu, daí meu pai me deu a bonitinha. Isso tem uns 3 anos. Adoro peças antigas, coisas com histórias para contar, daí guardei a máquina com muito carinho, porém não muito cuidado... ela ficou pegando pó =S... Há uns 2 anos pedi para um técnico dar uma olhada, os olhos do cara até brilharam quando viu a máquina, e ela estava perfeitinha, funcionando que era uma maravilha. Ele costurou um paninho para me mostrar, e disse para eu costurar alguma coisa para aprender, fui toda alegrinha, costurei certinho e ele foi embora. Voltei para a máquina, costurei mais um paninho e a linha saiu. Só aí me dei conta que não sabia bulhufas de como passar a linha naquele treco. 
Daí ela ficou mais uns anos parada, e em novembro do mês passado, peguei ela, dei uma limpeza boa e fui decidida a domar a bichinha. Li manuais, assisti vídeos pelo youtube, pesquisei em blogs, e fui com fé! No terceiro ponto a agulha fez ploft e quebrou! ....
Em dezembro fui visitar minha mãe e pedi a ela umas dicas, ela me ensinou como fazer tudo, só que na máquina dela, que é uma mais nova (da década de 80 eu acho, a minha acho que é de 50.... são moças ainda, como diria minha avó...). Ah, e pedi a ela uma agulha nova, sacumé né, feriado, eu, a máquina, as lojas fechadas... 
Quando cheguei em casa, troquei a agulha, e tentei de todas as maneiras possíveis, até descobrir que o problema era a bendita bobina, que ao colocar a linha, deve entrar por um vão x e passar por outro vão y e assim chegar no ponto culminate e raíz dos meus problemas. 
E ela funcionou!!! E eu ouvia ao longe sinos badalarem, fogos estourarem e anjos puxando um ôla!!!
Quando marido chegou em casa encontrou uma produção em massa de saquinhos de tecido, nem preciso dizer que ele riu de mim né?


"My Precious..."


Agora sim posso usar com orgulho a minha peça de mdf em formato de máquina...rs..


Equipada com bobinas e linhas.


Esses 2 saquinhos foram os primeiros


 Daí passei para o nível 2 do joguinho e incluí tiras bordadas em cima.



De apertar o coração, não? Precisam só de um ferro quente para esticar, mas isso eu faço depois.
Esses saquinhos serão opcionais caso algum cliente queira alguma caixa especialmente embalada.

Tenham uma ótima semana!!

16 comentários

SoArt's disse...

Oi Aline!!!Fico encantada com relato das pessoas em relação a máquina de costura.Minha mãe era costureira e sempre que ela me dava um folguinha lá estava eu mexendo na sua singer bem antiguinha e tua isso me rendeu umas boas tapas porque sempre que ela voltava para a bendita máquina a bobina estava emperrada cheia de linha e imagina quem era a culpada?Mas graças a essa experiência hoje sou apaixonada por costura e principalmente arte com tecido.Na minhas pesquisa na net encontrei seu blog e hoje estou me tornando sua seguidora. Adoro ler seus textos, adorei o que vc escreveu sobre como calcular os preços das peças.Esperarei sua visita no meu cantinho:soartscriatividades.blogspot.com.Bjus

Marcia disse...

Ai, querida, sinto dizer-lhe que agora é tarde demais. Vc foi contaminada pelo bicho-da-máquina-de-costura e agora não para mais, rsrsr. Eu só não me aventuro a fazer roupas (nunca tive interesse em aprender modelagem). Já o resto... ;)

Parabéns pela bonitinha. É linda mesmo. Cuide dela com carinho.

Beijoca

Lígia Mendonça disse...

Aline, parabéns pela máquina linda e tbém por ter aprendido a dominá-la! Os saquinhos ficaram lindos!!!
Não vejo a hora de aprender a mexer numa máquina de costura tbém e de ter a minha, né?! rsrs
Beijos

Karina Agostinho disse...

Aline, queridonanananananana, primeiramente, mto obrigada pelo seu comentário lá no blog, foi mto importante para mim. Pó dexá, vou seguir seu conselho e depois te conto.

Que estória linda esta da tua máquina. Fiquei babando nela quando a vi, retrô, pretinha, linda de morrer!

E os saquinhos? Lindos! Qnd precisa de um, já sei pra quem vou encomendar...rsrs ;)

Bjão, amiga. Sucesso pra ti.

** Dri ** disse...

Meu Deus.. Perdi o post da saga da máquinaaaa...kkk...
Li, os saquinhos estão lindos de mais..
Eu queria aprender a usar a máquina, mas fica para um p´roximo ano..kk.. A que tem aqui em casa era da minha vó, mas precisa arrumar..
Quero ver as peças pessoalmente...
bjsss

Rosane disse...

Que linda sua máquina, parece com a da minha caixinha né?
Eu morri de rir com os anjos puxando um ôla kkkkkkkkkk
Amanhã (terça) te darei notícia do depósito da segunda caixinha.
Bjokas

Rosane disse...

Os saquinhos ficaram lindinhos!

Lu CY disse...

Que linda máquina, Aline!
Essas antigas devem ser até melhores que as novas... como dizem, panela velha, etc...
Que delícia! eu também quero me engajar na costura, mas terei de "apelar" para uma mini janome, não tão estilosa como a sua, com uma história tão legal... quem sabe meus tataranetos ao verem minha (futura) janome fiquem encantados, hehe!
Parabéns pelo novo passo e pelo resultado do trabalho que ficou perfeito!!
Beijo

Elaine Canha disse...

êeeeeeeee Parabéns!

Eu comecei assim também. Ainda faço as costuras meio tronxas, mas estou bem melhor. Isso só com a net!

Beijos

FABY disse...

AÍ PARABÉNS!!!
EU TBM SOU LOUCA PRA APRENDER A CUSTURAR ESSAS COISINHAS!
NÃO SEI NADA DE MÁQUINAS E BORDO TOALHAS E PANOS E PRA FECHAR AS LATERAIS EU PEÇO A MINHA SOGRA! VIXE.
VOU FAZER COMO VC! VOU METER A CRA E APRENDER! BEIJOSSSSSS

Fernanda Leão disse...

Puxaaa, que legal essa história, adorei! Parabéns pela nova etapa, da costura... E a máquina é linda! Sucesso p/ você!

Bianca disse...

Ahh, que maravilha, fico mega feliz por você!! E os saquinhos estão ficando lindos!
Ah, e adorei as novidades da lojinha, pena que por aqui a grana ta curta, aff!
Beijoss

Desabafando disse...

rsrsrs...ri da sua aventura com a máquina mas vc está de parabéns. Os saquinhos ficaram lindos e aprendeu algo novo! Minha avó também tinha uma máquina dessas mas depois de muitos anos minha mãe deu embora.

Guria Arteira disse...

Tão linda a tua máquina, Aline!!
Parabéns pelas primeiras costurinhas!
Se precisar de alguma dica em que eu possa ajudar é só entrar em contato.
Divirta-se!!

Mari disse...

Aline,
MUITO prazer, sou a Mari do "Por Debaixo dos Panos".
Primeiramente, queria te agradecer pelo comentário carinhoso no meu blog. Vc é muito gentil!!!
"Segundamente" (rsrsrs...), queria dizer que seu trabalhos são um sonho. Estou aqui boquiaberta com tanta coisa linda. Parabéns de verdade e tb já estou te seguindo.
ADOREI a sua máquina de de herança. É o sonho de toda quilteira ter uma máquina dessas. Linda de viver!!! Sua caixinha de linhas tb é um charme. Tenho uma aqui, mas a minha é Tabajara toda a vida. Mas tenho muito carinho por ela, por ter sido um presente de alguém querido.
Muito prazer em conhecer tb!!!
Sucesso,
Mari

Andreia disse...

Oi querida Aline! que saudades que eu tava de visitar o teu blog... Sempre coisa lindas e os teus textos nos prendem, nos identificam.... adoro! Os saquinhos ficaram lindos, e eu um dia tbém pretendo "domar" uma máquina hehehe
bjos
Andreia
http://artedacaixa.blogspot.com

Postar um comentário

^